quinta-feira, 24 de julho de 2014

OFF - Primo de Bruno diz que corpo de Eliza Samudio estaria perto de aeroporto em BH



Em entrevista à Rádio Tupi, primo do goleiro afirma que corpo da ex-modelo está enterrado em terreno próximo ao Aeroporto de Confins



Bruno foi condenado pelo assassinato de Eliza (Foto: Gualter Naves/AFP)

Jorge Rosa Sales, primo do goleiro Bruno, condenado pela morte da ex-modelo Eliza Samudio, revelou na última quinta-feira em entrevista exclusiva à Rádio Tupi que a ex-modelo estaria enterrada em um terreno próximo ao Aeroporto de Confins, perto de Belo Horizonte. Jorge, que na época do crime era menor de idade, afirmou que Eliza não foi esquartejada, mas foi torturada e asfixiada na casa de Marcos Aparecido dos Santos, o Bola, e seu corpo foi enrolado num lençol e colocado dentro de um saco lacrado.

- Ela está enterrada num sitiozinho em BH próximo ao Aeroporto de Confins. Antes de chegar no aeroporto. É uma estrada de chão bastante deserta, não tem muito movimento, praticamente abandonada. Eu identifico com um pé de coqueiro que é meio curvado. Eu só estou dando essa reportagem aqui porque eu quero que a minha mente fica tranquila. Acabar com isso logo para a mãe dela poder enterrar a filha dela. Ela não foi esquartejada. Só cortaram a mão dela. O corpo ficou inteiro — disse Jorge, antes de revelar como Eliza foi enterrada.

- O buraco onde ela foi enterrada foi feito por uma retroescavadeira para dificultar a localização do corpo - contou.
O primo do goleiro ainda falou sobre sua participação no crime e sobre o outro primo de Bruno, Sérgio Rosa Sales, que participou da reconstituição do crime e foi assassinado em 2012. O jovem teria sido morto por culpa de Macarrão.

— Eu estava em Belo Horizonte e não sabia que aquilo ia acontecer. Eu não conhecia aquele lugar. Como eu ia sair para pedir ajuda? Como eu ia sair do local correndo? Não pude fazer nada porque o Bola é um psicopata, mata fácil. Fiquei com medo de sair para pedir ajuda — relatou, antes de falar sobre Sérgio.
— Ele falou demais.

Bruno foi condenado pelos crimes de homicídio triplamente qualificado, ocultação de cadáver, sequestro e cárcere privado da modelo Eliza Samudio e de Bruninho, seu filho, e sentenciado a 22 anos e três meses de prisão pela juíza Marixa Fabiane Rodrigues, no Fórum de Contagem (MG), na madrugada do dia 08 de março de de 2013. Recentemente o goleiro foi transferido do Presídio de Contagem para a Penitenciária de Segurança Máxima de Francisco Sá, no Norte de Minas Gerais.


97059 visitas - Fonte: LanceNet!

quarta-feira, 2 de julho de 2014

COMUNICADO



Do Blog do SINDCHAP





Comunicamos aos Servidores Públicos Municipais que estão engajados junto com a diretoria do SINDCHAP por seus direitos e que estão desde segunda-feira (30) indo para a prefeitura aguardar que a Prefeita Ducilene Pontes nos receba, que devido ao luto pelo trágico falecimento do professor da rede pública municipal de ensino  Marcos Martins, conhecido como Marquinhos do Bindi,não abriremos o SINDCHAP e nem iremos a prefeitura HOJE.


Afirmamos que amanhã, mesmo com grande comoção, iremos abrir as portas e retomar nossa luta. Portanto de já convidamos a todos os associados e a população em geral para estar conosco amanhã (03), na prefeitura municipal para aguardar que a prefeita nos receba para tratar da pauta de reivindicações da categoria.

De já agradecemos a compreensão de todos e todas,



Jane Andrade - Vice Presidente



Neldan Araújo


Presidente.

Nota de pesar pelo falecimento do professor e diretor da escola Alexandre Costa Marcos Martins



Do Blog do SINDCHAP

Foto do Kim Pereira


Recebemos com profunda tristeza a notícia da morte trágica do professor e diretor da escola Alexandre Costa na rede pública municipal de ensino Marcos Martins, conhecido como Marquinhos do Bindi. 


Neste momento de dor, prestamos a nossa solidariedade aos familiares, amigos e toda a equipe da referida escola. Ficam entre nós o sentimento de saudade e o reconhecimento a este grande profissional que sempre amou a sua profissão.








Jane Andrade - Vice Presidente



Neldan Araújo


Presidente.

quarta-feira, 25 de junho de 2014

EM VÍDEO DR. LEVI PONTES FALA EM DEIXAR A MEDICINA EM PROL DE MUDANÇA PELO MA AO LADO DE FLÁVIO DINO

Por: Alexandre Cunha


Foto reprodução Vídeo logo abaixo.
Em convenção realizada em Pedreiras, na noite da última sexta-feira(20), o Partido Solidariedade – que tem o médico chapadinhense Levi Pontes como um de seus principais candidatos a deputado estadual - reuniu-se na casa de eventos “Estação Cidade” para escolha dos pré-candidatos a deputados estaduais e federais e declarar apoio incondicional à candidatura de Flávio Dino (governador) e Roberto Rocha (senador) nas eleições 2014.


O médico Levi Pontes, considerado um dos candidatos mais forte do grupo, falou da importância de sair da medicina e entrar para a política em prol de mudança para o Maranhão, ao lado de Flávio Dino e Simplício Araujo; 


Veja o vídeo  


OURO de TOLO: Justiça Revoga Suspensão de Concurso e Mantém Aurilane Mascarenhas Proibida de Assumir Cargo







Desde que a notícia foi publicada nos blogs locais, meu celular não para de tocar, são mensagens e ligações de pessoas que se dizem revoltadas com a decisão tomada pelo Juiz Dr. Cristiano Simas. Quero aqui lamentar não a postura do juiz, mas a nossa postura enquanto cidadãos críticos e conhecedores dos nossos direitos.


Muitos viram e conhecem as irregularidades que acontecerem desde a elaboração, do processo licitatório e durante a realização do concurso, porém as denúncias não passaram do "boca-a-boca", não passaram de esperar que "outros" tomassem a atitude de denunciar, de se expor, permitindo assim que mesmo os mais revoltados com a decisão judicial continuassem exatamente como estão: em um estado de inércia inviolável. Todos falam, todos reclamam, mas poucos tomam uma atitude contra a corrupção e os atropelos de uma má administração pública. 


A maioria dos chapadinhenses acompanha a política de chapadinha, porém ainda não aprendemos a fazer a nossa parte para impedir que certos tipos de falcatruas aconteçam em nossa cidade. Como diz a música de Raul Seixas: OURO de TOLO


"Eu é que não me sento
No trono de um apartamento
Com a boca escancarada
Cheia de dentes
Esperando a morte chegar"...



Parabéns aqueles que mereceram, que passaram neste concurso por competência não por conveniência ou através de conchavos políticos, a vocês que irão ocupar uma vaga no Serviço Público façam por merecer a oportunidade. 


Mesmo o concurso tendo o aval judicial para continuar, continua tendo a conotação de falso e fraudulento. Infelizmente.





Abaixo a Íntegra da Decisão


"Sob tal norte, manter a suspensão do certame em sua completude seria onerar, demasiadamente, os demais candidatos que lograram êxito classificatório, o que representaria, inelutavelmente, patente violação aos seus direitos fundamentais, notadamente no que se refere à consolidação de uma ordem jurisdicional justa e equânime na relevante função de distribuir a justiça. 

É que, reafirmo, quanto aos demais classificados, não existe qualquer ação judicial impugnativa. A única discussão acerca do desempenho dos candidatos deste certame circunscreve-se, unicamente, a candidata Aurilane Mascarenha de Sousa. O ato administrativo que redundou na classificação dos demais candidatos restou hígido, sem qualquer oposição, logo, até este momento, alcançado pelo princípio da presunção de legitimidade dos atos administrativos. 

Desta forma, em deferindo o pedido formulado por Valdivan Alves do Nascimento, Kelsianne Henrique Aguiar, Maria do Rosário de Almeida Lima Filha, Mauro Reges Borges Amorim e Rivane Diniz Rego, chamo o feito a ordem para revogar parcialmente a liminar concedida e mantê-la hígida somente em relação à candidata Aurilane Mascarenha de Sousa, devendo o certame, somente em relação a esta, permanecer suspenso. 

Quanto aos demais candidatos, determino que o concurso siga seu trâmite normal até seus ulteriores termos.Tal entendimento não causará qualquer prejuízo, já que a candidata Aurilane Mascarenha de Sousa fora classificada na 28ª (vigésima oitava) posição para o cargo a que concorreu, com previsão de 10 (dez) vagas para provimento inicial. Entretanto, caso a municipalidade resolva nomear candidatos além deste número de vagas, determino seja reservada uma, sem qualquer nomeação, até deliberação posterior deste Juízo.

Outrossim, determino seja a contestante Aurilane Mascarenha de Sousa e Adriana de Alexandre Pontes intimadas para que, no prazo de 10 (dez) dias, regularizarem suas representações em Juízo. Após, encaminhem-se os autos ao Ministério Púbico Estadual para os devidos fins.Intimem-se.Cumpra-se. Chapadinha (MA), 25 de junho de 2014. Juiz CRISTIANO SIMAS DE SOUSA. Titular da 1ª Vara da Comarca de Chapadinha Resp: 95877".

Da decisão ainda cabe recurso que pode manter a suspensão ou mesmo cancelar o concurso público.



Com Informações do Blog do Alexandre Pinheiro e do Chapadinha Blog 





NEM É HUMILHADO EM PRAÇA PÚBLICA, DUARANTE ABERTURA DO ARRAIAL DE CHAPADINHA



Foto do Facebook - página eu Conheço o Nem
 

Eu tento, eu juro que eu tento elogiar o pessoal da parte da prefeitura desta cidade, mas eles não fazem por merecer. Acabo de chegar do fiasco que foi a primeira noite de arraial (me refiro a parte de apresentação das danças, banda de forró é só um complemento). 


Parabenizo o pessoal do boi da escola CAIC que foi muito bem. Porém, a noite teve um ato de extrema desumanidade por parte da segurança do evento (que ao meu ver é de responsabilidade da organização, nesse caso da prefeitura e secretária de cultura) pois bem, creio eu que a maioria conhece o Nen (que mora ali nas terras duras). 


O Nen como eu todos os arraiais sempre esteve presente e nunca incomodou ninguém. Hoje ele estava nas proximidades da mesa organizadora do evento quando de forma brutal foi JOGADO pra fora com um animal, caindo e vindo a desmaiar. 


Fiquei revoltado com isso, pois nem sequer nada ele fez, apenas estava ali prestigiando um evento público, mas pelo fato dele ser especial sentiram que ele era uma ameaça ao andamento do evento e o puseram da pior forma pra fora, jogado, aos pés de quem ali estava e vendo isso sequer pararam o evento pra prestar ajuda a ele, a não ser os próprios que ali, assim como ele, foram pra ver. Me envergonho dessa organização que não deu atenção ao Nen e o fez ser tratado como inferior por puro preconceito. 


Espero que os organizadores do evento se manifestem diante disso e que isso não venha a se repetir, pois todos tem direito a cultura e isso independente de ser branco, negro, gay, deficiente, especial.

Por